Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2017

Como investir em Dolar? Vc sabia que qualquer pessoa física também pode investir.

Para investir em dólar, no entanto, o mais prático é utilizar aplicações financeiras do que dólar em espécie. Bancos e corretoras oferecem aos clientes fundos cambiais, em que é possível ganhar (ou perder) com a oscilação do dólar. Os fundos cambiais aplicam ao menos 80% dos recursos em ativos atrelados ao dólar ou ao euro, geralmente por meio de derivativos como o contrato de dólar futuro negociado na BM&F. Se quiser, o cliente pode investir em um fundo que investe 100% do dinheiro em dólar. Esses fundos, no entanto, são recomendados por especialistas apenas para proteção.  Poucos são os investidores capazes de lucrar com especulações no mercado de câmbio.  O mais conhecido deles é George Soros. Para a maioria das pessoas, ao contrário, esses fundos servem apenas para se proteger de eventuais altas da moeda americana contra o possível encarecimento de uma viagem internacional, uma pós-graduação no exterior ou gastos em dólar mais à frente. A desvantagem dos fundos é q

Investimentos em LCI e LCA, Saiba o que e? e como investir?

LCI e LCA A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) são dois tipos de investimento em renda fixa isentos de Imposto de Renda que costumam garantir retornos bem superiores ao da caderneta de poupança. Do ponto de vista do investidor, não faz muita diferença investir em LCI ou LCA – geralmente é melhor optar pelo papel mais rentável. LCI A LCI é um título de renda fixa emitido por um banco e lastreado por empréstimos imobiliários. Os títulos podem ter rentabilidade pré ou pós-fixada – ou seja, o investidor pode saber exatamente quanto vai receber durante o tempo de aplicação ou então terá um retorno que flutuará de acordo com as taxas de juros praticadas no mercado . No caso das LCI pós-fixadas, o investidor receberá um percentual do CDI (Certificado de Depósito Interbancário) negociado com a instituição que emite o título. O CDI costuma oscilar bem próximo à Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira, fixada pelo Banco

Mais sobre os Títulos Privados!

Títulos Privados     Deposito a prazo (CDB e RDB) e um instrumento de captação dos bancos, com o objetivo de financiar suas atividades. você empresta dinheiro aos bancos em troca de um rentabilidade (juros).   O CDB (certificado de deposito bancário) pode ser emitido por bancos comerciais, banco de investimento e banco múltiplos, com pelo menos uma destas carteiras descritas. Características: Liquidez diária apos o período de carência;   Ampla rede de bancos emissores; Geralmente e indexado ao DI e emitido com o prazo em torno de dois anos; Aplicação garantida pelo Fundo Garantidor de Creditos (FGC) para valores ate R$ 250 mil, por CPF ou CNPJ, por instituição ou conglomerado financeiro; Produto registrado na CETIP em nome do cliente (CPF/CNPJ); IOF para resgate antes de 30 dias; IR via tabela regressiva;  Rentabilidade: Pre-Fixada; Pos-Fixada; Flutuante(CDI e Taxa Selic);  Liquidez:  O CDB pode ser negociado no mercado secundário. O CDB também pode ser
Desenvolvido por Investing.com